Sono priorize e tenha uma vida mais saudável

sono

Com a vida cada vez mais repleta de opções de entretenimento, Laptops com programações infinitas, redes sociais, grupos no WhatsApp que se multiplicam, todas essas redes precisam ser silenciadas para uma noite mais tranquila, entre outros fatores, o dia parece cada vez mais curto e começamos a ir para cama cada vez mais tarde. O fato é cada dia que passa dormimos menos. É uma bola de neve que traz consequências físicas e emocionais.

Nada mais cansativo do que se esforçar para dormir, ver as horas passando e quando o sono chegar o alarme soa. A insônia não desejada é um distúrbio do sono cada vez mais frequente. Atém do hábito de estarmos conectados 24 horas por dia através dos nossos computadores, smartphones e TVs, que podem confundir e afetar o ritmo circadiano regulador de todo o funcionamento do corpo humano devido a luminosidade vinda dos aparelhos, existem causas com stress, tabagismo, consumo excessivo de café e energéticos, álcool, alguns efeitos colaterais de medicamentos, menopausa, entre outros.

Dormir não é uma perda de tempo, como muitos dizem por aí, afinal a privação está associada fortemente ao estresse físico e metal, obesidade em crianças e adultos, prejudica o déficit de memória e concentração, está propensa ao maior risco de doenças cardíacas, AVC, diabetes, depressão, doenças inflamatórias e doenças graves. Como tudo na vida, não existe uma receita única para a qualidade do sono. A necessidade de sono é individual, não se aplica de 7 a 8 horas de sono a todos. O que define a quantidade de sono adequada para cada um está baseado em como a pessoa se sente durante o dia.

Acordar com facilidade, com disposição e não ter sonolência durante o dia. O corpo humano pode ficar sem comer por semanas, mas é intolerável para o cérebro ficar sem dormir por dias, ou dormir menos horas que precisa. Outro fator importante a considerar é que quando envelhecemos temos queda de melatonina. A melatonina é o hormônio natural produzido pelo cérebro durante a noite para ajudar a pegar no sono. Por isso também que os distúrbios do sono são mais frequentes em adultos e idosos. No entanto, a melatonina pode ser ingerida na forma de suplemento, tendo inúmeros benefícios.

Além de ajudar na produção do sono, sua suplementação pode ser muito útil e eficaz para corrigir essa carência, pois se trata de uma substancia natural para dormir. Vale a pena investir também em alimentos e chás medicinais que contribuem para o sono, mas lembre-se: não existe fórmula igual para todos. Consulte um profissional habilitado, prove as opções disponíveis, observe seu organismo, hábitos e rotinas, selecione o que funciona para você obter uma noite de sono de boa qualidade e descarte o que talvez não funcione. O seu corpo é sábio. Escute-o.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *